Carta Aberta (Nansy Silvvz)



Você pode lutar ou ir embora
Acredito em você de qualquer forma
Vou tá com você de qualquer forma
Mas olha o que plantamos e o que colhemos agora
Não é poder demais pra jogar fora?

Na volta ou na ida, toda escolha é ponto de partida
Mudanças climáticas na vida
Por dentro a tempestade
Por fora o sol brilha ainda
Até de copo vazio a gente brinda

Quando é ego? Quando é ambição?
Sua vontade ou sua missão?
Quando é amor? Quando é paixão?

Tantas balas te obrigaram a ser a prova delas
Tantas perguntas tu tá sempre numa prova, né?
Tanta saudade que não cabe mais no peito, né?
Tanta vontade, mas vc não é perfeito fé

Mas siga a intuição, porque ela sempre foi bússola.
Sempre na estrada do ouro e inshalá

Entre passos e tropeços
Acertos e erros
No fim da carta eu te mando um beijo

Entre passos e tropeços
Bênçãos e defeitos
No fim da carta eu te mando um beijo

Ninguém vai poder te mostrar o caminho
Ande por onde fizer sentido
Sei que ainda se sente sozinho
Mas no final é isso, tipo o espelho
Você com você mesmo

Deixe o coração se tornar trilho
Mas eu tbm sou a razão, então
Só papo reto no teu ouvido

Pedindo bem mais desculpa do que queria
Amadureceu ou erra muito ainda?

Sem a família por perto
Lembra que isso foi um pai pra vc
Fez você dar mais de você
Deu motivos pra você
E quando quiser ir
Ou quando quiser voltar
Portas abertas pra você

Se não estivesse aqui
Ia estar por onde?
Em som de liberdade ou de saudade
Ou nem lembrariam o nome
No mar de gente ia ser isca
No plano deles alimentando as estatísticas

Entre passos e tropeços
Acertos e erros
No fim da carta eu te mando um beijo

Entre passos e tropeços
Bênçãos e defeitos
No fim da carta eu te mando um beijo

E eu apostei em mim tipo blocobet
Depois roubei a cena, 157
Eu não sou mais aquele moleque
Eu troquei o gshock pelo Rolex

Continuo quente, pique muita febre
Continuo em frente, pique muita fé
Cuspindo fogo avisa que ainda tenho gás
Que foi só pra pegar impulso, meus passos pra trás

E vou caçar os que me derrubaram,ou tentaram
Tipo, eu lembro o que vocês fizeram no verão passado
Fiz todo mundo melhorar a escrita, tipo um caderno de caligrafia
Tão jovem ainda mas eu já sou relíquia

Enquanto eu tiver no mic a cultura não morre
Habilidade e postura no corre
Eu só canetei foi Deus que quis assim
Melhor da minha geração e foda-se

Haha beijos

Entre passos e tropeços
Entre passos e tropeços

Comentários