Compensa



Pensa numa pancada…

Ai, que raiva tenho da minha boca
Que insiste em beijar na boca de quem não presta
E nem vai prestar

Ah, só que ela pisa no meu coração
Mas toda vez dá um chá de colchão
Sabe por que eu deixo ela me usar?

O beijo dela é uma delícia
O corpo dela é uma pancada
Compensa a iludida
Compensa as bebidas
Compensa a ressaca

O beijo dela é uma delícia
O corpo dela é uma pancada
Compensa a iludida
Compensa as bebidas
Compensa a ressaca

O corpo dela é uma delícia, só eu sei…

Ai, que raiva tenho da minha boca
Que insiste em beijar na boca de quem não presta
E nem vai prestar

Ah, só que ela pisa no meu coração
Mas toda vez dá um chá de colchão
Sabe por que eu deixo ela me usar?

O beijo dela é uma delícia
O corpo dela é uma pancada
Compensa a iludida
Compensa as bebidas
Compensa a ressaca

O beijo dela é uma delícia
O corpo dela é uma pancada
Compensa a iludida
Compensa as bebidas
Compensa a ressaca

O beijo dela é uma delícia
O corpo dela é uma pancada
Compensa a iludida
Compensa as bebidas
Compensa a ressaca

Chora, gaiteiro!

Comentários