Saudade do Tipo



Ela tava sem ninguém, era previsível que se apaixonaria,
por um elogio com um pouco de ousadia
Mesmo que seja de alguém, que tenha alguém,
Mas nesse ponto da história, pra ela não faz diferença
A química bateu, o resto é culpa da carência

E ele que já tinha alguém, era previsível que não se apaixonaria
Tendo do seu lado o suposto amor da vida
Mas isso não fez diferença
Tinha tudo pra dar errado, e deu

E ela morreu toda noite depois que acabou
E ele não viveu nem um dia, sem pensar nesse amor

E eles vão ser, aquele olhar disfarçado na festa,
Aquela dose de bebida extra com gosto de erro
Com gosto de queda

Um arrependimento não arrependido
Aquela saudade do tipo que te leva pro abismo

Comentários